Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus Boituva Igreja Batista Renovada de Boituva
APOIO:
Instituto Ação Cidadão ESTÁGIOS
Facebook IAC
 
“A visão sem ação não passa de um sonho. A ação sem visão é só um passatempo. A visão com ação pode mudar o mundo.”
Joel A.Barker
 
O Instituto

O Instituto Ação Cidadão nasceu de uma iniciativa do Sr. Claudinei Ferreira Soares, Sargento da policial militar (hoje reformado), que atuava com jovens no Programa da PMESP “Jovens Construindo a Cidadania - JCC” e o Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência "PROERD", da Policia Militar.

Diversas ações de cidadania eram realizadas; uma delas, quando era presidente da extinta Associação Jardim São Paulo (2009), o policial Claudinei desenvolveu o Projeto “Reciclagem começa no Bairro” em parceria com a Prefeitura de Boituva, Associação de Moradores Jardim São Paulo, Escola Municipal Profa. Vilma Aparecida Penatti Galvão, Grupo Petrópolis e a Policia Militar, através do Programa “Jovens Construindo a Cidadania”; foi um marco ambiental na cidade de Boituva/SP e está em atividade até os dias de hoje.

Naquele mesmo ano (2009), o policial Claudinei fez uma apreensão de drogas dentro de uma escola e ficou sensibilizado por ver um menino de 10 anos de idade traficando. Os programas da policia militar eram bons, mas ao lidar com os Jovens do Programa JCC, o policial constatou a carência financeira daqueles jovens onde a criminalidade já atingia alguns deles através do tráfico; aliado a isso a falta de perspectiva de engajamento no mercado de trabalho, embora estivessem estudando; então teve a idéia de ampliar a atuação e o alcance dos projetos, agora através de atividades sociais onde estes meninos não ficassem a mercê do tráfico de drogas.

Era um movimento social, mas faltava o trabalho para estes jovens complementarem a renda familiar com dignidade. Naquele momento Claudinei lembrou-se de sua adolescência em que foi “guarda mirim” na cidade de Diadema/SP, na época trabalhou na SODIPROM, cujo significado era: “Sociedade de proteção ao menor”, hoje, “Centro de Formação de Aprendizes de Diadema”, de onde veio a idéia de criar o Instituto Ação Cidadão. Faltava um local e logo um Clube esportivo que havia falido foi doado à Instituição, num terreno de 14.000 Mts2 com uma boa infra estrutura.

Hoje dentre suas finalidades sociais, o Instituto Ação Cidadão desenvolve o Programa “Guarda Juvenil”, que atende crianças de 08 à 12 anos e adolescentes de 13 à 18 anos, em vulnerabilidade social. Para os maiores de 14 anos é feito o trabalho de intermediação para o primeiro emprego, através da Lei 10.097/2000, de forma aprendiz, tomando contato com a sociedade de bem, tendo noções de cidadania, economia e responsabilidade; com a ajuda e a parceria de diversas empresas conveniadas e para os acima de 16 anos, o trabalho através da Lei do Estagiário, sempre levando em conta os 4 pilares da educação referendados pela UNESCO: o aprender a conhecer; aprender a fazer; aprender a conviver e, aprender a ser.

Atualmente o programa atende mais de 600 pessoas indiretamente (familiares) e 275 diretamente, sendo que destes, 30 adolescentes trabalham no Estacionamento Rotativo da Cidade, focando em três grandes pilares de atuação:

a) Programa de Desenvolvimento Humano – PDH (08 a 14 anos);
b) Programa de Desenvolvimento Profissional – PDP (15 a 18 anos) e
c) Programa de Desenvolvimento Familiar – PDF (familiares dos alunos).

Esses programas complementam a educação atuando no contra-fluxo escolar e visam o crescimento do ser humano em suas diversas esferas, sejam elas biológicas, motoras, cognitivas, sociais e afetivas.

Detalhamentos dos programas:

1) “Programa de Desenvolvimento Humano”, voltado para crianças e jovens entre 8 a 14 anos. Nesse programa, as comunidades têm acesso à cultura, lazer, artes, esportes e orientações para o desenvolvimento pessoal e humano.

2) “Programa de Desenvolvimento Profissional”, voltados para jovens à partir de 14 anos, onde são dadas as primeiras noções sobre emprego, empregabilidade e carreira. Nesse contexto, o jovem aprende a se portar em entrevistas de emprego, conquistar e se manter empregado, planejando seu futuro de forma mais consistente.

3) “Programa de Desenvolvimento Familiar”, voltado às famílias dos jovens. Os pais, responsáveis ou demais integrantes da família recebem orientações e encaminhamentos diversos, que ajudarão tanto no trato com as crianças e jovens, como no desenvolvimento pessoal e emocional, tratando de questões como: documentação, herança, processos legais, planejamento financeiro e familiar dentre outros. Além disso, as famílias também têm acesso às atividades esportivas, educativas e culturais. O Instituto entende que não há como estimular o crescimento das comunidades sem abordar os aspectos envolvidos em cada um dos programas. O ciclo de aprendizado e desenvolvimento é tratado dentro da filosofia 360 graus, onde todos os lados de cada assunto são avaliados, a fim de orientar e impulsionar a sociedade ao protagonismo de suas vidas. Seja na dança, na música, nas atividades esportivas ou de orientação, às crianças, os jovens e seus responsáveis encontram no Instituto um ambiente saudável e harmonioso, onde o respeito e a disciplina são a base para as atividades desenvolvidas, gerando repercussão positiva no seio familiar, profissional e social.


Nossos agradecimentos à Profa. Silvia Cordeiro, Diretora da Emef Vilma Penatti, a Coordenadora Pedagógica Profa. Márcia Aparecida Oliveira Leme, ao psicólogo Antonio Carlos Patrizzi e sua esposa Cláudia Carlomagno e ao amigo Luiz Cássio dos Santos Werneck Filho.

“A visão sem ação não passa de um sonho. A ação sem visão é só um passatempo. A visão com ação pode mudar o mundo.” - Joel A. Barker

Boituva/SP, 16 de Agosto de 2010.


Veja as fotos no link: https://www.facebook.com/pg/institutoacaocidadao/photos/?tab=photos_albums

 
Ação Cidadão - Todos os Direitos Reservados   Desenvolvido por